quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Carnaval 2009_Sexo não tem idade para acabar. Proteção também não.

Carnaval 2009

Mais de 70% das mulheres acima de 50 anos não usam camisinha.

Dados fazem parte de pesquisa do Ministério da Saúde. Campanha de prevenção à AIDS no carnaval irá responder a essa realidade.

Mulheres acima dos 50 anos não têm o hábito de usar preservativo, nem mesmo nas relações eventuais. Dados parciais de pesquisa de comportamento realizada pelo Ministério da Saúde em 2008 apontam que 72% das brasileiras nessa faixa etária não usam camisinha com parceiros casuais. Para alertar sobre os riscos do comportamento, o Ministério da Saúde, em conjunto com a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, lançou na sexta-feira, 13/02, a campanha de prevenção à AIDS e outras doenças sexualmente transmissíveis no Carnaval 2009, com o slogan “Sexo não tem idade para acabar. Proteção também não”.

“Acendeu uma luz vermelha e, em saúde pública, a gente enfrenta isso com informação de qualidade” alertou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. O lançamento aconteceu na Cidade do Samba, no Rio de Janeiro. Estiveram presentes mulheres de comunidades carentes do Rio de Janeiro e artistas do samba, que formaram uma roda de samba totalmente feminina. Temporão e Nilcéa Freire, da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, fizeram à apresentação dos dados e das peças da campanha.

A pesquisa de comportamento revelou ainda que mais da metade delas (55,3%) é sexualmente ativa. O problema é na hora de se prevenir. Enquanto o uso regular de camisinha nas relações casuais no grupo de 15 a 49 anos fica em 47,5%; nos mais velhos, esse índice é de apenas 34,8%. O recorte por sexo mostra que o público feminino está em situação mais vulnerável. Só 28% das “cinquentonas” e mais velhas adotam a prevenção. Entre os homens, o número sobe para 36,9%.

“É preciso conscientizá-las que esse é um comportamento de risco para elas, como para qualquer parcela da população”, afirma o ministro da Saúde, referindo-se ao aumento da incidência de AIDS nesse segmento. Entre mulheres acima de 50 anos a taxa mais que triplicou em dez anos. Em 1996 havia de 3,7 casos por 100 mil habitantes; em 2006, o índice já era 11,6.

De acordo com a diretora do Programa Nacional de DST e AIDS, Mariângela Simão, a campanha trabalha para ampliar o direito das mulheres à saúde. “Sabemos de suas dificuldades para negociar o uso do preservativo com os parceiros. Com essa ação, queremos fortalecê-las para que possam ter condições de exercer a sexualidade de forma mais segura”, ressalta.

“É importante acabar com o estereótipo de que as mulheres com mais de 50 anos não têm vida sexual ativa. Por essa razão, o foco da campanha de carnaval deste ano está voltado para as mulheres maduras. É preciso cada vez mais incentivar as mulheres a exigir do parceiro o uso de preservativo”, explica a ministra Nilcéa Freire.

Peças publicitárias – O mote da campanha, que terá peças para TV e rádio, além de materiais impressos mobiliário urbano, é o “Bloco da Mulher Madura”. Formado apenas por mulheres acima dos 50 anos, o grupo valoriza o sexo seguro. “Homem sem camisinha a gente não atura, nem para uma aventura”, diz uma das protagonistas no filme de 30 segundos.

O tema do carnaval deste ano dá continuidade à campanha do Dia Mundial de Luta contra a AIDS 2008, lançada no 1º de dezembro, que teve como foco os homens com mais de 50 anos. Entre eles, o uso de camisinha também é baixo. Na pesquisa realizada em 2008, 63% afirmam não ter o costume de utilizar camisinha nas relações eventuais.

O Ministério da Saúde desenvolveu a campanha criativa e as coordenações estaduais e municipais de DST e AIDS ficaram responsáveis pela impressão do material gráfico. A iniciativa faz parte da descentralização das ações, por meio do repasse específico de verba para ações de comunicação. No site do Programa Nacional de DST e AIDS, há uma página específica –
www.aids.gov.br/carnaval – para notícias relacionadas às campanhas locais de carnaval.

Programa Nacional de DST e AIDS
Assessoria de Imprensa
Telefones: (61) 3448 8100 / 8088
Celular: (61) 8175 3804
Fax: (61) 3448-8090
E-mail:
imprensa@aids.gov.br
Site: www.aids.gov.br

Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres/PR
Assessoria de Imprensa
Telefones: (61) 3411 4229/4228/4231/4258
Site:
www.spmulheres.gov.br

Um comentário:

Cláudia Farias disse...

Olá amiga!
Dei uma mudada em meu templete!
Dá uma olhadinha!
bjs ebom carnaval.